Embaixada de Portugal em Moçambique

Ministério dos Negócios Estrangeiros

(RE)LEMBRAR – Mystery of Foreign Affairs Exposição coletiva Inauguração 14 de junho: às 17h00 na Fortaleza de Maputo e às 18h30 no Camões – Centro Cultural Português em Maputo

CartazExpo ReLembrar

O ponto de partida da exposição internacional Mystery of Foreign Affairs é uma reflexão sobre a vida entre culturas diferentes de vinte mil trabalhadores moçambicanos que trabalharam e moraram na República Democrática Alemã. Contudo, o projeto almeja também, de forma mais abrangente, contribuir para uma reflexão sobre as relações entre Europa e África, no passado e no presente.

A primeira parte da exposição decorreu em vários lugares da cidade de Schwerin, na Alemanha, entre setembro e novembro de 2017, com a participação de artistas de Moçambique, Angola, África do Sul e Alemanha. Nesta exposição, as obras de artistas como Dito Tembe, Iris Buchholz Chocolate e Katrin Michel abordam a temática das relações de intercâmbio da República Democrática da Alemanha com trabalhadores moçambicanos, conhecidos como Madgermans. Por seu turno, as obras de artistas como Matias Ntundo ou Gemuce proporcionam uma revisitação do passado colonial, enquanto os trabalhos de Edson Chagas e Zanele Muholi representam a presença e a questão de estereótipos e atribuições culturais no mundo atual.

A segunda parte da exposição decorre em dois espaços da cidade de Maputo, no Camões – Centro Cultural Português e na Fortaleza de Maputo, e estará patente entre 14 de junho e 27 de julho de 2018. Em Maputo, a exposição passa a incluir dois trabalhos sobre a Namíbia: Towards Memory, de Katrin Winkler, um projeto de vídeo e pesquisa que surgiu de uma colaboração com mulheres da Namíbia que foram enviadas em crianças para a RDA em 1979, aquando da luta da libertação e anti-apartheid no seu país. O segundo trabalho é intitulado Namibia Today, de Laura Horelli, e recorda a edição do jornal Namibia Today impresso na então RDA.

Em Maputo, são ainda apresentadas obras de Jorge Dias, Maimuna Adam, Gemuce, Dito Tembe, Luís Santos, Matias Ntundo, Iris Buchholz Chocolate, Edson Chagas e Katrin Michel. Através de diferentes meios, da instalação à pintura, passando pela escultura e vídeo, a exposição pretende contribuir para um trabalho de memória sobre o passado comum, bem como para uma reflexão sobre as relações atuais entre África e Europa.

A Exposição (Re)Lembrar – Mystery of Foreign Affairs tem o apoio da Kulturstiftung des Bundes e Ministerium für Bildung, Wissenschaft und Kultur in Mecklenburg-Vorpommern.

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail