Chico Buarque

Chico Buarque é o vencedor da 31ª edição do Prémio Camões 2019.

​No seguimento da reunião do júri da 31ª edição do Prémio Camões, que decorreu este ano na Fundação da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro no dia 21 de maio, foi anunciado o vencedor do Prémio Camões.

O júri da 31ª edição do Prémio Camões é constituído por Manuel Frias Martins, professor agregado (aposentado) da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e presidente da Associação Portuguesa de Críticos Literários (Portugal); Clara Rowland, professora associada da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (Portugal); Antonio Cícero, ensaísta e poeta (Brasil); Antonio Hohlfeldt, professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Brasil); pelos PALOP, Ana Paula Tavares, poeta e professora universitária em Lisboa (Angola); Nataniel Ngomane, professor da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique).

O Prémio Camões, instituído por Portugal e pelo Brasil em 1989, é o prémio de maior prestígio da língua portuguesa. Com a sua atribuição, é prestada anualmente uma homenagem à literatura em português, recaindo a escolha num escritor cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento da língua portuguesa.

Nos últimos anos, foram galardoados com o Prémio Camões: Germano Almeida (Cabo Verde), Manuel Alegre (Portugal), Radouan Nassar (2016), Hélia Correia (2015), Alberto Costa e Silva (2014), Mia Couto (2013); Dalton Trevisan (2012); Manuel António Pina (2011); Ferreira Gullar (2010) e Arménio Vieira (2009).

  • Partilhe