Embaixada de Portugal em Moçambique

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Inauguração da exposição "MAPUTO 346,77KM2 - CIDADES" Daniel Moreira e Rita Castro Neves 2 agosto | 18h00

 Maputo 34677 km2

É na cidade de Maputo, e dentro dos seus 346,77km2, que Daniel Moreira e Rita Castro Neves se propuseram trabalhar, em residência artística, na perspetiva de aqui produzir uma obra nova a ser mostrada in loco, no Camões - Centro Cultural Português em Maputo, entre 2 e 9 de agosto.

Durante um mês de residência os artistas contactaram intensa e afetivamente com pessoas, lugares e realidades, sendo que o limite geográfico de uma tão vasta área urbana, impôs desde logo novas circunscrições e limites, num processo decisório mais ou menos consciente.

A exposição Maputo 346,77Km2 – Cidades apresenta questões desenvolvidas por esta dupla artística num encontro com as várias “cidades” de Maputo, e as suas assimetrias históricas e contemporâneas, proporcionando uma reflexão que passa metaforicamente pelo uso dos materiais de construção, com uma especial atenção à destreza da autoconstrução, e simbolicamente pela dicotomia material das palavras histórico-colonialmente inscritas nesta urbe: o cimento e o caniço. Ao nível do chão que se pisa e percorre, outras matérias dividem socialmente a cidade: o asfalto e a terra - atravessados por lombas.


O trabalho desenvolvido durante a residência artística e preparação da exposição contou com o apoio do Centro de Documentação e Formação Fotográfica de Maputo.

Biografia:

Artistas portugueses que vivem e trabalham no Porto, com percursos expositivos separados, trabalham desde 2015 em colaboração. Daniel Moreira é licenciado em Arquitetura, iniciando em 2000 um percurso multidisciplinar entre a arquitetura e as artes plásticas. Rita Castro Neves, após terminar o Curso Avançado de Fotografia do Ar.Co em Lisboa e o Master in Fine Art da Slade School of Fine Art de Londres, inicia uma atividade artística regular, de docência (atualmente na Faculdade de Belas Arte do Porto) e de curadoria (sobretudo na área da performance).

Com Laking, que realizaram em 2015 a convite do espaço artístico finlandês Oksasenkatu 11, iniciam um projeto longo a propósito da representação da paisagem, em que refletem com o desenho, a fotografia e o vídeo, de forma instalada, sobre colaboração artística, diferentes técnicas e culturas artísticas, território, escala e percurso. Mostrando na Galeria Bang Bang (Lisboa, 2016), Galeria Oitavo (Porto, 2017), Fundação José Rodrigues (Porto, 2017), na Sputenik The Window (Porto, 2017), no Museu da Imagem nos Encontros da Imagem de Braga (Braga, 2017), no Colégio das Artes (Coimbra, 2017), na Galeria Bolsa de Arte (São Paulo, 2017), no Museu Geológico de Lisboa (Lisboa, 2018) e na Casa Museu Medeiros e Almeida (Lisboa, 2018). Em agosto de 2017 estiveram em residência artística na Residência Paulo Reis do Ateliê Fidalga em São Paulo, apresentando no final uma exposição individual, em outubro de 2017 realizaram uma viagem de estudo ao Japão com a Bolsa de Estudo de Curta Duração da Fundação Oriente, em 2018 estiveram em residência em Alvito (Inter.Meada Residências Artísticas / Coleção Marín Gaspar) e no projeto Montanha Mágica / Universidade da Beira Anterior, na Covilhã.

www.danielmoreira.net  |  www.ritacastroneves.com

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail