Embaixada de Portugal em Moçambique

Ministério dos Negócios Estrangeiros

ESCRITOR DO MÊS DE SETEMBRO | JOSÉ SARAMAGO | SESSÃO DIA 19 DE SET | 17H00 | BIBLIOTECA CAMÕES - CCP MAPUTO

EscritorDoMêsSetembro

No âmbito da iniciativa Escritor do Mês, o Camões – Centro Cultural Português em Maputo dedica o mês de setembro ao escritor José Saramago.

No ano em que se celebram os 20 anos da entrega do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago, o único escritor de língua portuguesa a quem, até agora, foi concedido o mais prestigiado de todos os galardões literários. Com o objetivo de aprofundar o conhecimento do trabalho do prestigiado escritor português , terá lugar no próximo dia 19 de setembro, às 17h00, uma sessão  dinamizada pelo Grupo LiterárioLivro Mágico da Universidade Pedagógica de Maputo, na Biblioteca do Camões - Centro Cultural Português.   

A sessão contará com a participação especial da atriz moçambicana Ana Magaia e será dinamizada também com a (re)leitura de excertos de Ensaio sobre a cegueira, Deste mundo, Memorial do Convento, Levantado do chão e O ano da morte de Ricardo Reis. A leitura dos excertos destas obras pretende ser, simultaneamente, um tributo à genialidade de um escritor que soube aproveitar a plasticidade e a riqueza da língua portuguesa para produzir uma obra que percorre vários géneros e modos literários e uma oportunidade para promover um debate em torno de temáticas que, sendo recorrentes em muitos dos textos de Saramago, continuam a equacionar com grande atualidade a condição do ser humano na sua relação consigo próprio e com o outro.

 

Esta iniciativa resulta de uma parceria do Camões – Centro Cultural Português /  Maputo com  Grupo Literário Livro Mágico (associação cultural nascida em 2015, na Faculdade de Ciências da Linguagem Comunicação e Artes da Universidade Pedagógica, que através das suas ações promove através da literatura, o gosto pela leitura e pela escrita).


Nota Biográfica:

Filho e neto de camponeses, José Saramago nasceu na aldeia de Azinhaga, província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro de 1922. Os seus pais emigraram para Lisboa quando ele não havia ainda completado dois anos. A maior parte da sua vida decorreu, portanto, na capital, embora até aos primeiros anos da idade adulta fossem numerosas, e por vezes prolongadas, as suas estadas na aldeia natal. Fez estudos secundários (liceais e técnicos) que, por dificuldades económicas, não pôde prosseguir. O seu primeiro emprego foi como serralheiro mecânico, tendo exercido depois diversas profissões: desenhador, funcionário da saúde e da previdência social, tradutor, editor, jornalista. Publicou o seu primeiro livro, um romance,  Terra do Pecado, em 1947, tendo estado depois largo tempo sem publicar (até 1966). Trabalhou durante doze anos numa editora, onde exerceu funções de direção literária e de produção. Colaborou como crítico literário na revista  Seara Nova. Em 1972 e 1973 fez parte da redação do jornal Diário de Lisboa, onde foi comentador político, tendo também coordenado, durante cerca de um ano, o suplemento cultural daquele vespertino. Pertenceu à primeira Direção da Associação Portuguesa de Escritores e foi, de 1985 a 1994, presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Autores. Entre Abril e Novembro de 1975 foi diretor-adjunto do jornal  Diário de Notícias. A partir de 1976 passou a viver exclusivamente do seu trabalho literário, primeiro como tradutor, depois como autor. Casou com Pilar del Río em 1988 e em Fevereiro de 1993 decidiu repartir o seu tempo entre a sua residência habitual em Lisboa e a ilha de Lanzarote, no arquipélago das Canárias (Espanha). Em 1998 foi-lhe atribuído o Prémio Nobel de Literatura. José Saramago faleceu a 18 de Junho de 2010.

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail