Foram ontem assinados em Maputo, na presença de S. Exa. o Presidente da República Portuguesa, dois importantes instrumentos de apoio ao setor empresarial e ao investimento em Moçambique, designadamente o Acordo de revitalização do Fundo Empresarial da Cooperação Portuguesa (FECOP) e duas linhas de financiamento no âmbito do Fundo Português de Apoio ao Investimento em Moçambique (Investimoz).

A revitalização do FECOP, assinada entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal, o Ministério da Indústria e Comércio de Moçambique e a Associação Moçambicana de Bancos, permitirá  simplificar o acesso ao financiamento bonificado por parte das micro, pequenas e médias empresas moçambicanas e contemplará igualmente um apoio específico, em termos ainda mais favoráveis, para as empresas atingidas pelos Ciclones Idai e Kenneth, mediante a canalização de 35% do valor do referido Fundo para esse fim (i.e. MT 295.153.577,00).

Ao abrigo do Investimoz, foram assinadas linhas de financiamento entre a SOFID – entidade gestora do Fundo – e dois bancos locais - o Millenium Bim e o BCI -, no valor global de 15 milhões de euros. Estes bancos poderão assim financiar, em termos mais favoráveis, empresas com capital português nas suas operações de investimento ou necessidades de tesouraria, particularmente nas zonas afetadas pelos referidos ciclones.

Estes instrumentos inserem-se no quadro do apoio do Governo português à recuperação e desenvolvimento da atividade económica em Moçambique, após as calamidades que afetaram o país no ano transato.

  • Partilhe