Embaixada de Portugal em Moçambique

Ministério dos Negócios Estrangeiros

ANÚNCIO PALAVRA DO ANO MOÇAMBIQUE 2018 | 5 DEZEMBRO | 17H00 | CAMÕES - CCP MAPUTO

Em 2016, “paz” e em 2017 “tseke”, foram eleitas PALAVRA DO ANO® em Moçambique. Qual será a escolhida de 2018? A votação já iniciou em www.palavradoano.co.mz, após a divulgação, no dia 1 de Novembro, das 10 palavras candidatas.
Esta iniciativa da Plural Editores em conjunto com o Camões – Centro Cultural Português em Maputo, local onde decorrerá a divulgação da palavra vencedora no dia 05 de Dezembro, às 17:00 horas, com o apadrinhamento já habitual de Roberto Chitsondzo, vai no seu terceiro ano e está para ficar.

A PALAVRA DO ANO® é uma iniciativa com a marca registada da Porto Editora e tem como principal objetivo sublinhar a riqueza lexical e o dinamismo criativo da língua portuguesa, património vivo e precioso de todos os que nela se expressam, acentuando, assim, a importância das palavras e dos seus significados na produção individual e social dos sentidos com que vamos interpretando e construindo a própria vida.


O período de sugestões começa em Maio de cada ano e prolonga-se até o final do mês de Outubro, altura em que a Plural Editores anuncia a lista de 10 palavras candidatas a PALAVRA DO ANO®, definidas a partir das sugestões dos internautas mas também com base no estudo da frequência e distribuição do uso das palavras, da monitorização da comunicação social e das redes sociais e, ainda, dos acessos e consultas aos dicionários digitais do grupo Porto Editora.


Eis as 10 palavras candidatas de 2018:


acidente - Os inúmeros acidentes de viação com vítimas mortais são autênticas tragédias, sendo recorrente a existência de sinistros com transportes coletivos de passageiros.


autárquicas – As eleições autárquicas foram o grande tema da agenda política, especialmente no segundo semestre do ano.


desbarato - Muitos agricultores têm-se queixado da venda ao desbarato dos produtos que colhem nas suas machambas, fruto dos baixos preços de mercado.


gás - A exploração de uma das maiores reservas de gás natural do mundo tem motivado vários acordos entre o Estado e diferentes multinacionais do sector.


marandza – Este termo é cada vez mais usado nas redes sociais para designar uma mulher tida por interesseira, que escolhe um parceiro com o intuito de obter vantagens.


reassentamento – O investimento internacional na exploração de gás natural no Norte do país tem levado ao desenvolvimento de múltiplos projetos de reassentamento das comunidades locais.


resiliência – As várias dificuldades enfrentadas pelos moçambicanos no dia-a-dia demonstram uma inegável capacidade de perseverança perante as adversidades.


seleção - Após um arranque promissor na fase de apuramento da Taça Africana das Nações, os Mambas têm acumulado vários resultados menos positivos, que colocam em risco a qualificação da seleção para a fase final.


sida – A sida é um grave problema de saúde pública em Moçambique, sendo uma das principais causas de morte entre cidadãos em idade ativa.


terrorismo - Este ano foram cometidos vários ataques terroristas em vilas e aldeias dos distritos de Palma e de Mocímboa da Praia, na província de Cabo Delgado.

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail