Embaixada de Portugal em Moçambique

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Inauguração de estradas em Cabo Delgado

Representante da Embaixada de Portugal em Moçambique participou na inauguração dos dois troços de estrada na Província de Cabo Delgado construídos com recurso à linha comercial concedida pelo Governo Português em 2009, orçamentados inicialmente em 77 milhões de euros.

Tratam-se das obras de construção e reabilitação das estradas N380 entre Oasse e Mocímboa da Praia e R762 entre Mocímboa da Praia e Palma, a cargo da empresa Zagope, e das obras de reabilitação da estrada N380 entre Macomia e Oasse, a cargo do consórcio Conduril / CETA.

A abertura oficial ao tráfego rodoviário esteve a cargo do Presidente da República, contando com a participação dos Ministros das Obras Públicas e Habitação; Finanças; e Planificação e Desenvolvimento. Participaram ainda as autoridades locais, incluindo o Governador Provincial, os Administradores dos Distritos envolvidos e o Presidente do Município de Mocímboa da Praia, bem como altos quadros da Frelimo.

O Presidente da República Armando Emílio Guebuza, após as cerimónias tradicionais, corte de fitas e descerramento das lápides, proferiu discursos nos dois troços inaugurados perante uma audiência numerosa. Nas suas alocuções, o Presidente da República apontou a importância socioeconómica das duas estradas e o impacto direto daquelas infraestruturas na melhoria geral das condições de vida das populações, no desenvolvimento económico da região, mas também como fator de unidade nacional, aproximando os moçambicanos do norte do resto do país. Lembrou que estas obras correspondem a um desejo há muito manifestado pelas comunidades, tratando-se assim de um sonho que agora se materializa. Alertou para os riscos trazidos pela condução perigosa e necessidade de todos, condutores e peões, saberem servir-se destas infraestruturas de forma sensata e cuidadosa.

Ao terminar ambas as intervenções, o Presidente Armando Guebuza dirigiu palavras de apreço ao Governo português que, com o financiamento que concedeu, permitiu a execução destas obras.

Estradas

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail