Embaixada de Portugal em Moçambique

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Mensagem de Boas Vindas

02

No dia em que apresentei credenciais a Sua Excelência o Presidente da República de Moçambique Filipe Jacinto Nyusi e assim inicio oficialmente funções como Embaixadora de Portugal em Moçambique é com muito gosto que vos dou as boas-vindas a este espaço que se pretende seja de informação e de divulgação sobre Portugal, mas também de aproximação entre o nosso país e Moçambique.

Neste início do século XXI, a Internet tornou-se um veículo indispensável de comunicação e de aproximação de todos/as aqueles/as que se encontram separados pela distância.

Este sítio que se deseja seja interactivo e por isso aberto às vossas contribuições é também o espaço para a divulgação das actividades e iniciativas de promoção de Portugal levadas a cabo por esta Embaixada, nomeadamente as do Centro Cultural Português, as da Cooperação Portuguesa e do Centro de Negócios da AICEP. Estarão também disponíveis outros elementos de informação relativos aos vários setores em que se desenvolvem as excelentes e diversificadas relações bilaterais entre os dois países, com o objectivo que, creio poder afirmar ser partilhado, de podermos ter mais comércio, mais investimento, mais turismo, mais cultura entre os nossos países.

Por último, podem ainda encontrar os principais links institucionais e económicos que poderão facultar elementos adicionais de consulta e assim contribuir para um melhor conhecimento recíproco dos dois países e laços mais profundos entre os seus cidadãos.

Espero assim que este seja um espaço facilitador nos vossos contactos com os serviços desta Embaixada e com os vários organismos da Administração Pública em Portugal.

Mª Amélia Paiva

Embaixadora de Portugal em Maputo

12 de Outubro de 2016

Ver fotografias da Cerimónia de Apresentação de Cartas Credenciais: 01   02   03    04


 

NOTA DE IMPRENSA Mónica de Miranda em Moçambique 13 a 30 de julho

A artista Mónica de Miranda estará em Moçambique entre 13 e 30 de Julho, no âmbito de uma residência artística para desenvolvimento do seu projeto “Obras Públicas”.

Neste projeto, Mónica de Miranda reflete sobre o modernismo em África, em especial em Moçambique, desde a década de 1920 até aos dias de hoje. Nas palavras da artista: «A “modernidade” em Africa, cujas conquistas na arte e na arquitetura foram fortemente impulsionadas pela noção de utopia em relação à emancipação do homem. A arquitetura modernista integrava-se simbioticamente à paisagem africana, denotando uma adaptabilidade às especificidades climáticas tropicais, como demonstram diversas soluções e obras implementadas e executadas.»

No âmbito desta residência artística, Mónica de Miranda pretende fotografar algumas estruturas de arquitetura modernista e documentar o seu estado de conservação e adaptação à realidade do presente. A artista tem também como objetivo desta residência efetuar uma pesquisa em arquivos moçambicanos, em particular no Arquivo Histórico de Moçambique, sobre imagens antigas dos mesmos edifícios que tenha fotografado.

O resultado do processo criativo desenvolvido durante a passagem de Mónica de Miranda em Moçambique, mais concretamente em Maputo e Ilha de Moçambique, será apresentado, num primeiro momento, na Galeria Carlos Carvalho, em Lisboa, Portugal, em Setembro de 2018.

Esta iniciativa conta com o apoio do Camões – Centro Cultural Português em Maputo e do Centro de Estudos Comparatistas, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

monica

Nota Biográfica:
Mónica de Miranda é uma artista e investigadora nascida no Porto (Portugal) com raízes em Angola. O seu trabalho é baseado em temas de arqueologia urbana e geografias pessoais. Mónica é licenciada em Artes Visuais pela Camberwell College of Arts, mestre em Arte e Educação pelo Instituto de Educação de Londres e doutora em Artes Visuais pela Universidade de Middlesex. Mónica é também uma das fundadoras do projeto de residências artísticas Triangle Network em Portugal e fundou em 2014 o projeto Hangar - Centro de Investigação Artística, em Lisboa. Em 2016 foi nomeada para o prémio Novo Banco Photo e expôs como uma das finalistas no Museu Coleção Berardo (Lisboa, Portugal). Mónica também foi nomeada para o Prix Pictet Photo Award no mesmo ano. Expõe regularmente e internacionalmente desde 2004. As suas exposições a solo incluem: Hotel Globo (Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa, 2015); Arquipélago (Galeria Carlos Carvalho , Lisboa, 2014); Erosion (Appleton Square, Lisboa, 2013); An Ocean Between Us (Plataforma Revólver, Lisboa, 2012); Novas Geografias (198 Gallery, Londres / Plataforma Revólver, Lisboa / Imagem HF, Amsterdão, 2008). As suas exposições coletivas incluem: Contemporary African Art and Aesthetics of Translations at the Dakar Biennial (Senegal, 2016); Telling Time, Rencontres de Bamako Bienal Africaine de la Photographie 10ª edição (Mali, 2015); Ilha de São Jorge, 14ª Bienal de Arquitetura de Venezia (Itália, 2014); Do you hear me, Fundação Calouste Gulbenkian (Portugal, 2008) e United nations, Singapore Fringe Festival (Singapura, 2007). Mónica de Miranda tem participado em várias residências em instituições como a Tate Britain, Instituto Francês, British Council / Iniva. O seu trabalho está presente em coleções públicas como a Fundação Calouste Gulbekian, o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado e o Arquivo Municipal de Lisboa.

Para mais informação sobre Mónica de Miranda: https://monicademiranda.org/ 

Contactos

Av. Julius Nyerere, nº 720 / 730
4696 – 00110 - Maputo

(00258) 214 903 16 / 19 / 22
maputo@mne.pt

Mais informação

Apoio às vítimas dos incêndios - Fundo Revita

Para mais informações clique aqui para ver

Ligações úteis

Botão Centro Pedido Vistos

Guia do Cidadão Português

Botão Portal Diplomático

Orçamento Participativo Portugal

Espaço Portugal Moçambique

EMP logo

Logotipo AICEP - Portugal Global

Logotipo Turismo de Portugal

Websummit

Logotipo Portal das Comunidades Portuguesas

Conselhos aos viajantes

Registo Viajante

Logotipo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Lisboa Capital Iberoamericana da Cultura

Igualdede de Género

Diário da República

Instituto Diplomático

Logotipo Carreiras Internacionais

Logotipo Portugal Economy Probe

Portugal 30 anos na União Europeia

PORDATA